terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

O drama de Faniquita - em micro-capítulos

Faniquita andava tristonha,
descobriu ter a perna curta!
Não era uma pernilonga,
tãopouco uma borrachuda.

Morria de inveja da Aedes,
sua amiga mais dengosa,
que vivia de colã listrado,
branco e preto, toda prosa.

2 comentários:

Silvana Tavano disse...

ô dó! Baixinha, com crise de identidade e invejosa... Só podia chamar Faniquita, rsss

Maria Amália Camargo disse...

Coitada mesmo. Até eu estou com pena dela (rs).
Beijoca,