terça-feira, 2 de setembro de 2008

Lá na casa de Madame Sophia...


Esta é a Sophia, a primeira pretinha básica. No passado, Sophia era mais conhecida como Exulina por suas estranhas conexões com o capeta. A menina conseguia tirar do sério até um monge em alfa. Depois cresceu e ficou um doce!
Hoje Sophia perdeu o posto de demoninha pra Risoleta - que agora deu pra afiar as unhas nos tomates e brincar de futebol com cebolas...

10 comentários:

Leandro Robles disse...

Oi, Maria. Continuo acompanhando sempre o blog. Ah, postei uma galinha de angola no meu blog, dê uma olhada. rsrsrs. Ah, e você pode me passar o seu e-mail?

Maria Amália Camargo disse...

Oi Leandro, obrigada!
Adorei a galinha d'Angola. Mandei meu e-mail para o formulário de contato do seu site.
Beijos e até mais!

may disse...

A sophia parece irmã gêmea do Trauma,meu exuzinho querido que se foi desta pra outra, espero que melhor.Ele nunca afiou as unhas em tomates feito a Risoleta, preferia as minhas pernas e braços.Eu vivia reclamando dos arranhões.Agora,se ele voltasse,arregaçava calças e mangas e diria:-vem, meu gato, sou toda sua!Ou você prefere um tomatinho, meu bem?- Ai, que saudade...
beijo
May

Leandro Robles disse...

Oi, Maria! Pois então, essa galinha foi feita digitalmente, no photoshop. Dei umas pinceladas, definindo as áreas de cores e depois joguei umas sombras em degradê. É a mesma técnica com que fiz a ilustração do seu conto "pára de pensar, menino!". Veja: http://www.escoladeanimais.com/galeria-21
Valeu!

Maria Amália Camargo disse...

Ai May, nem me fale! E o pior é que mesmo velhinhos e sabendo que isso vai acontecer uma hora ou outra, não tem como evitar a tristeza. Há um mês nossa Mani-Mani querida(persa cinza que era de uma amiga e ficou com a minha sogra) também se foi e eu passei dias desidratada de tanto chorar...
Assim como o Trauma, ela também gostava de afiar as unhas nas nossas calças. Ah! E ela adorava (ou será que detestava) toques de celular...
Triste, triste!

Beijos pra vocês!

Silvana Tavano disse...

Mas que diabinha mais fotogênica!
Além do nome, tem pose de rainha -- uma lindeza a sua Sophia!
...
Maria: Sophia não tem família? Será que não rola um filhote (ou um irmão?) que possa ocupar o lugar o Trauminha na casa e no colo da May?
beijos

Maria Amália Camargo disse...

Oi Silvana!
Sophia é mesmo muito posuda; e por não querer "modificar a silhueta", optou por não ter filhos (rs).
Mas tem 3 irmãos pretinhos (não biológicos): o Filisbino, a Bianca e o Dengoso.
Hum... E se a May adotasse um outro pretinho traquinhas no Adote um Gatinho?
Beijos!

may disse...

Meninas, agradeço a solidariedade mas, por enquanto, não adoto mais nenhum gatinho, fico só com o bom e velho Gatão, que também anda meio abalado com a morte dos dois companheiros.Daqui algum tempo, quem sabe.É que não dá pra substituir,cada um é cada um,né não? Quando acabar o luto, é só deixar a porta aberta que algum dos milhares de gatos da minha rua entra e se estabelece,como antes fizeram Marisol e Trauminha.
Maria Amália, não consegui ver a loira bunduda, clico e não aparece nada...
beijos
May

Silvia disse...

Gente, que gato de cartão postal! quanta fofura! um exu peludo, cheia de personalidade! kkkk (engraçado que a gente chama meu gato Jafar assim...)
Linda a Sophia! Agora, a Risoleta trocou então os pássaros pelos vegetais? kkkk que danada!
Bjos!

Maria Amália Camargo disse...

May, você tem razão: eles são insubstituíveis. Dê toda a atenção para o Gatão! Se outro tiver que aparecer porta adentro, com certeza virá (pior é que eles sempre trazem um amiguinho de penetra).
Ah, desisti da bunduda: não sei dominar esses recursos modernos internéticos. Era um "clip" do Dick Dale (daquela música do Pulp Fiction) de 1963.

Sílvia! A Risoleta namora os pássaros pela manhã (aliás ela está na janela neste minuto) e à noite espera o sono chegar lançando os vegetais redondos pelo chão da cozinha.

Beijos pra vocês!!!!